Gerenciar a própria carreira é uma das tarefas mais desafiadoras que um profissional pode ter na vida. Aqueles que inicialmente entraram na faculdade, cheios de sonhos quanto à nova carreira, ainda na graduação são apresentados à realidade, por meio dos estágios, programas de trainee ou até mesmo no primeiro emprego efetivo. E muitos se questionam: será que estou na carreira certa?

Se você tem essa dúvida, saiba que ao menos uma coisa já é certa: aqui você vai ter um passo a passo para ajudar a encontrar essa resposta. Vamos lá!

O mercado de trabalho versus carreira certa

Recentemente, o mundo passou por profundas transformações, tanto tecnológicas, quanto de gerações. Estamos na Era da Informação e com a chegada da internet, todo conhecimento do mundo encontra-se disponível a um clique.

Antigamente, os profissionais eram preparados para executar as mesmas tarefas por anos, até a sua aposentadoria. Hoje eles têm acesso a oportunidades de trabalho do outro lado do mundo.

Nem mesmo a aposentadoria representa um sonho. O profissional moderno prioriza estar com a família, amigos e ter mais qualidade de vida. Ele quer aproveitar a vida enquanto tem saúde bastante para usufruir de bons momentos, com o resultado de seu trabalho. E isso pesa muito quando ele se questiona sobre a carreira certa.

Conceitos como diversidade, sustentabilidade, autoconhecimento e propósito, antes restritos a alguns grupos seletos, hoje norteiam a vida de boa parte dos profissionais. É nesse momento que os jovens começam a se perguntar se estão realmente vivendo o seu propósito e obtendo da vida o melhor que podem ser. Se estão nas carreiras certas para alcançarem o que tanto almejam.

Uma coisa é certa: boa parte da vida passamos no trabalho, então, não dá para sobreviver sempre lamentando por mais uma segunda-feira. Se você precisar mudar, que seja breve. Para trazer um pouco de luz a estes questionamentos, vamos às perguntas que você pode se fazer ainda hoje e descobrir se está na carreira certa.

1. Quais são os meus pontos fortes?

5 perguntas para se fazer e saber se está na carreira certa

O autoconhecimento é a chave para a felicidade em todos os campos da vida. Não há como negar. Quem decide o destino de sua carreira é você mesmo. Então, a primeira pergunta é referente a você e aos seus pontos fortes.

O que você faz bem? No que você é bom de verdade? Quais são as suas paixões? O que motiva você a acordar cedo pela manhã?

Se você lê rápido, é excelente com números, é fluente em mais de dois idiomas ou tem uma mente criativa, o seu trabalho atual permite que você use os seus dons de forma integral? Com as respostas anotadas, siga para a próxima em busca de conhecer a carreira certa.

2. Quais são meus pontos de melhoria?

Como diz o ditado popular, ninguém é perfeito. Todo ser humano tem pontos fracos, que aqui chamamos de pontos de melhoria. Reconhecer o que você não faz tão bem, seus defeitos, dificuldades e limitações é um passo importante para sua evolução e definição de sua carreira certa.

O seu trabalho permite que você corrija e evolua também nestes aspectos? O quanto a sua carreira atual tem contribuído positivamente para o seu desenvolvimento pessoal?

Essas são algumas das perguntas-chave que você pode se fazer enquanto segue para o próximo tópico.

3. Existe oportunidade de crescimento?

Aqui, o foco não é mais o indivíduo, mas sim todo o ambiente de trabalho. Em sua atual carreira, você vislumbra oportunidades a curto, médio e longo prazo? Se sim, quais são elas? Se não, onde você poderia encontrar essas oportunidades?

Esse é o tipo de pergunta que não é fácil de responder de forma direta. Pode ser preciso pesquisar, perguntar a amigos. Sempre tendo em mente os seus objetivos de mais longo prazo. Por isso a etapa de autoconhecimento é tão importante.

4. Quais ameaças existem na minha carreira atual?

Aqui não estamos falando de ameaças ou de riscos de segurança. Mais uma vez, falamos de ameaças relacionadas ao mercado de trabalho. Por exemplo, se você está em uma carreira que vem sendo gradualmente substituída por outros profissionais ou por máquinas, não há como esconder que existe uma grande ameaça aí.

Por exemplo, em muitas fábricas, os pintores automotivos já estão sendo substituídos por robôs. Já existem robôs especialistas em jurisprudência que podem substituir advogados nos casos mais simples. E na sua área? Existe algum risco?

Se sim, buscar altos níveis de especialização ou, até mesmo mudar de carreira, são formas de neutralizar as ameaças do ambiente.

5. Em qual cenário eu me vejo mais feliz?

carreira certa

Por último e, talvez a mais importante dessa série de perguntas, o que te faz feliz? Pode ser que depois de alguns anos na mesma carreira ou na mesma empresa, você já tenha claro em sua mente o caminho necessário a ser trilhado para a felicidade profissional.

Pode ser se aposentar na empresa atual, mas, também pode ser começar de novo em outra empresa, em outro país, ou até mesmo abrir o próprio negócio. E começar na carreira certa.

Seja qual for o caso, se você já tem certeza do que quer, o próximo passo é realizar um bom planejamento com objetivos bem definidos para a sua nova carreira.

Algumas perguntas para ajudar a refletir:

  • De quais recursos você vai precisar? Aqui, não falamos apenas de dinheiro, mas também de tempo e energia que devem ser investidos nessa conquista.
  • Será necessário fazer um curso, uma especialização, ou até mesmo uma nova graduação?

Se há pessoas que dependem financeiramente de você, será bom construir uma reserva monetária que pague as contas até você se tornar bem-sucedido no novo ramo. Mesmo que você não tenha dependentes, as finanças devem estar em dia, afinal você ainda precisará se manter até as coisas darem certo.

Defina quanto tempo você vai precisar para fazer a mudança para a carreira certa. E isso incluindo a necessidade de treinar alguém para ficar no seu cargo ou posto atual. Se você precisa saber mais sobre transição de carreira, leia esse artigo que preparamos com dicas práticas para garantir seu sucesso.