Verão chegando e todo ano há pessoas fazendo loucuras em busca do corpo perfeito. Porém, é preciso ficar atento ao déficit calórico. Consumir menos calorias do que se gasta nem sempre faz bem à saúde. Principalmente, pra quem pratica uma atividade física regularmente. Acompanhe!

deficitcalorico - Déficit calórico: aprenda a perder reduzindo as calorias
  •  Balanço energético neutro: ingere-se a mesma quantidade de calorias que é gasta. O peso corporal fica estável;
  • Balanço energético positivo: ingere-se mais calorias do que se gasta. Nesse caso, o peso corporal aumenta e o excesso de nutrientes é armazenado;
  • Balanço energético negativo: ingere-se menos calorias do que se gasta. Nesse caso, o peso corporal diminui, pois são usados os próprios estoques energéticos para manter o metabolismo funcionando adequadamente.

É justamente nesse último item acima que verifica-se o déficit calórico. Porque para gerar o emagrecimento, consome-se menos calorias do que é realmente gasto. O déficit calórico deixa o corpo literalmente no negativo em termos de calorias. Nesse momento, para manter o metabolismo funcionando, o organismo usa seu estoque energético.

Mas é preciso deixar claro que as calorias são muito importantes para a saúde e para a qualidade da atividade física que se pratica. As células utilizam as calorias contidas em nutrientes como carboidratos, proteínas e gorduras para gerar energia. Sem isso, nosso corpo fica sem combustível para funcionar. Diante disso, todo cuidado é pouco.

Como gerar déficit calórico

A verdade é que o consumo de calorias está diretamente relacionado ao ganho ou à perda de peso. Para quem quer emagrecer, é essencial consumir menos calorias do que as que gasta diariamente. É aí que entra o déficit calórico. Mas é preciso ter cautela e não fazer o processo abaixo totalmente sozinho. Busque sempre a orientação de um profissional 

  • Para saber quantas calorias você deve consumir diariamente, procure um nutricionista ou nutrólogo. Ele vai calcular suas necessidades nutricionais, informando como realizar o déficit calórico de maneira saudável e equilibrada;
  • Não basta apenas realizar o déficit calórico. É necessário manter uma dieta balanceada e praticar atividade física diariamente. Este é o caminho certo para perder peso de uma maneira saudável e evitar o famigerado efeito sanfona;
  • Para diminuir a quantidade de calorias consumidas, é possível controlar a alimentação, aumentar a intensidade dos exercícios físicos ou conciliar as duas estratégias.

Déficit calórico e seus riscos

Sempre é bom lembrar que diminuir o consumo de calorias pode ser tão prejudicial quanto adotar uma dieta pouco saudável. Sim, o déficit calórico pode acarretar riscos. Comer pouco, especialmente quando a alimentação é pobre em nutrientes essenciais, pode causar cansaço. 

E reduzir consideravelmente os níveis de energia. Ninguém quer perder peso e ficar doente, não é mesmo?

Uma nutrição inadequada pode, ainda, enfraquecer os músculos. Já que a ingestão adequada de proteínas é uma aliada especial na construção de músculos saudáveis. Os ossos também podem ficar mais fracos. 

Além disso, o sistema imunológico pode ficar debilitado. Por isso, as chances de ter maior dificuldade para se recuperar de um simples resfriado são maiores, por exemplo.

De modo geral, os especialistas recomendam que se consuma uma quantidade que varia de 1,5g a 3g de proteína por quilo corporal. Importante, também, aumentar o consumo de alimentos que forneçam vitaminas e minerais. Afinal, quanto mais colorido, mais nutritivo é seu prato.

Por tudo isso, contar com um nutricionista ou educador físico profissional para auxiliar no cálculo das calorias é tão essencial. Somente assim, dá pra saber o que e quanto deve-se consumir, de acordo com os objetivos de cada um.

Combinar alimentação saudável com a prática regular de exercícios é a melhor estratégia para atingir uma vida saudável, que pode ou não estar relacionada com a perda de peso. Cabe sublinhar que qualquer transição nutricional deve ser gradual e prezar, sempre, pela saúde e bem-estar.

deficitcalorico2 - Déficit calórico: aprenda a perder reduzindo as calorias

1. Monitorar as calorias consumidas

É possível estimar a quantidade de calorias, ao identificar quantas estão contidas em cada alimento. Pode-se fazer isso, lendo rótulos ou tabelas alimentares oficiais como a da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Como já dissemos, as calorias fornecem energia e ajudam a manter a disposição para completar as tarefas do dia a dia e os treinos. Por isso, é fundamental ingerir calorias suficientes e, preferencialmente, manter total disciplina e foco na prática regular de atividades físicas.

Para monitorar as calorias consumidas e gastas, a tecnologia está aí pra ajudar e há alguns aplicativos no mercado. Um deles é o MyFitnessPal, capaz de rastrear e monitorar os objetivos de nutrição e condicionamento físico. O usuário registra refeições em um banco de dados de 14 milhões de alimentos e aprende como construir hábitos saudáveis permanentes. 

São mais de 500 receitas, 150 rotinas de exercícios e uma variedade de refeições e planos de atividades guiados por especialistas. A pessoa tem o suporte que precisa para toda a sua jornada de saúde e condicionamento físico.

2. Aumentar os níveis de atividade física

Quem precisa queimar um pouco de gordura pode aumentar a intensidade e a frequência de atividade física.

Os exercícios aeróbicos, por exemplo, ajudam a queimar calorias e ainda podem trazer benefícios para a saúde do coração. Por isso, é recomendável aderir à corrida, à natação ou à ginástica.

3. Mesclar calorias com exercícios 

O ideal é combinar o consumo adequado de calorias com a prática regular de exercícios físicos. Para atingir suas metas, é preciso planejar com atenção tanto as refeições, quanto a programação de treinos. Tudo deve ser coordenado regularmente.

Proteínas, carboidratos e gorduras são as principais fontes de calorias. Por isso, uma alimentação variada e balanceada é fundamental para garantir o aporte calórico. E, portanto, o aspecto energético necessário para o organismo.

Se você gostou deste artigo, compartilhe em suas redes sociais, contribuindo para a disseminação de informações de qualidade para uma vida mais saudável.

Banner Superior Desktop - Déficit calórico: aprenda a perder reduzindo as caloriasBanner Inferior Desktop - Déficit calórico: aprenda a perder reduzindo as calorias