É fato, não há como evitar o estresse. Atualmente, todos nós, em maior ou menor grau, estamos expostos a ele praticamente diariamente. Então, a melhor forma de lidar com ele é enfrentá-lo de frente. Como? Acredite, uma das melhores maneiras é praticar exercícios para a redução do estresse.

Para te ajudar a combater o problema, trouxemos os melhores exercícios que irão auxiliar a redução do estresse.

Principais exercícios para a redução do estresse

Você ficará surpreso de como alguns exercícios simples irão lhe render mais saúde e bem-estar bem como impactarão na redução do estresse.

Alongamento

redução do estresse

 

Os exercícios de alongamento são tão importantes que devem ser feitos antes e depois de qualquer atividade física. Para aliviar o estresse, é fundamental alongar diariamente os músculos do pescoço e dos ombros. Veja como alongar e “soltar” estes músculos.

Pescoço

Fique em pé, com os pés separados, joelhos levemente flexionados e quadril encaixado. Realize movimentos circulares para os dois lados, repita oito vezes para cada lado.

Ombros

Mantendo a posição anterior, faça agora movimentos circulares com os ombros, sendo oito vezes para trás e oito vezes para frente. Em seguida, eleve os ombros como se tentasse encostá-los nas orelhas segurando por cinco segundos e depois relaxando. Mais uma vez, esse movimento deve ser feito por oito vezes.

Respiração profunda

redução do estresse

Deite-se de barriga para cima, com braços ao longo do corpo e pernas estendidas. Essa posição faz com que você consiga respirar profundamente. Se desejar, apague a luz ou diminua sua intensidade e coloque uma música suave, que sempre ajuda na redução do estresse.

Respire profundamente pelo nariz sentindo o peito e em seguida o abdômen encher de ar. Note que sua barriga vai inflar quando o ar entrar e desinflar quando o ar sair. Solte o ar pela boca.

Para aqueles dias de maior estresse na correria do dia a dia, faça o exercício respirando mais lentamente e profundamente. Esse exercício é feito nessa posição, pois facilita a entrada do ar nos pulmões. Porém, ele pode ser realizado em outras posições (até em pé) — no elevador, no congestionamento, antes e depois de uma reunião estressante, etc.

Ciclismo

redução do estresse

 

Andar de bicicleta é uma atividade que traz prazer mental e benefícios físicos como na ajuda à redução do estresse. Enquanto pedala, observe tudo ao seu redor (sem se desequilibrar ou desviar muito o foco do que está à sua frente).

Ao sentir o vento batendo em seu rosto e a adrenalina correndo em suas veias, a sensação de relaxamento virá naturalmente. O ideal é que a prática seja feita em um parque ou em vias arborizadas, mas o simples ato de pedalar, em qualquer lugar, já trará alívio ao estresse.

Se for possível, vá pedalando para o trabalho, mas não se esqueça de prestar atenção aos sinais de trânsito, já que a ideia é promover a redução do estresse, não aumentá-lo.

Corrida

redução do estresse

Correr é uma das melhores formas de liberar adrenalina e endorfinas, substâncias que relaxam e são capazes, inclusive, de aliviar certas dores. Além disso, a corrida fortalece a mente para que você possa suportar melhor o estresse. Isso porque, nos treinos é preciso lutar contra a vontade de desistir e o cansaço — ou seja, é fisiológico e instintivo do seu corpo.

Alguns estudos apontam que, ao correr em parques, devido ao contato com a natureza, é possível aliviar a tensão. Além disso, quando corremos encontramos outros corredores pelo caminho, o que propicia a interação social, contribuindo para o relaxamento e, consequentemente, para a redução do estresse.

Natação

redução do estresse

Nadar traz uma enorme capacidade de aliviar o estresse e por várias razões:

  • O barulhinho dos movimentos da água é muito relaxante.
  • Há menos distrações externas embaixo d’água (o silencio relaxa).
  • Os movimentos ficam mais lentos.
  • O momento propicia introspecção.
  • A água é, por si só, relaxante.

Além disso, o meio líquido relaxa, justamente, por envolver todo o corpo. Os movimentos da natação ainda requerem concentração para coordenar pés e pernas com os braços, mãos, tronco e rotação da cabeça.

Ioga

redução do estresse

A ioga age na redução do estresse por atuar diretamente sobre ele por meio de técnicas de respiração. Ao respirar da forma adequada e lentamente, a respiração ofegante causada pelo estresse e ansiedade provocado começa a ir embora relaxando o corpo completamente.

Ao deitar de forma confortável, o aluno é orientado pelo instrutor de ioga a respirar tranquilamente e de forma consciente (prestando atenção na respiração mesmo) pelas narinas. Em geral, conta-se quatro segundos durante a inspiração e seis segundos quando solta o ar.

O ambiente da sala também costuma ter cores e desenhos que ajudam a proporcionar o bem-estar de quem está estressado.

Pilates

redução do estresse

 

Aqui está mais um exercício que trabalha a respiração. Porém, ao contrário da ioga (que “trabalha” a respiração), o Pilates estimula e relaxa os músculos. Isso porque, os movimentos lentos e amplos trabalham e alongam as articulações.

Os movimentos feitos com todo o corpo sobre a bola grande do Pilates proporcionam enorme relaxamento ao praticante.

Escalada

redução do estresse

Esse é um esporte que exige força física e muita concentração, mas sempre no ritmo do atleta, ou seja, sem se forçar demasiadamente o corpo e a mente. Por isso, a escalada pode ser o esporte ideal para quem precisa desestressar.

Cada momento deve ser calculado de maneira cuidadosa. Com isso, o praticante desvia o pensamento dos problemas do trabalho e das suas questões particulares e afazeres domésticos. E, quando feita em meio à natureza, a escalada auxilia ainda mais na redução do estresse.

Gostou de saber quais são os melhores exercícios para a redução do estresse? Percebeu que em todos eles a respiração é um elemento importante? Deixe um comentário no post!