Se tecnologia é um assunto pelo qual você se interessa, você está no lugar certo! A partir de hoje, você vai encontrar novidades sobre esse tema mensalmente aqui no blog da Seculus. Então, coloque nosso endereço na sua lista de favoritos e volte periodicamente para não perder nada! E para inaugurar nossa coluna o assunto de hoje é: smartphones intermediários.

 

Com tantas opções nas vitrines, é natural que haja dúvidas sobre como escolher o melhor modelo para cada caso. Por isso, estamos aqui para ajudá-lo. Vamos nos concentrar nos aparelhos intermediários.

Quer saber o que observar quando for comprar seu smartphone intermediário? Então, continue com a gente e acompanhe nossas dicas a seguir!

As principais características dos smartphones intermediários

Atualmente, muitos modelos de smartphones intermediários têm mais recursos do que um topo de linha de dois anos atrás. Isso porque as fabricantes estão cada vez mais competitivas e buscam oferecer dispositivos que possam superar os concorrentes. Para saber se um aparelho é adequado para a sua necessidade, vale a pena avaliar seus principais componentes. Confira!

Necessidade de uso

O smartphone hoje conecta o usuário ao mundo. Internet, e-mails, redes sociais, mensagens instantâneas, aplicativos e outros estão lá, dentro do celular. Por isso, é essencial conhecer a própria necessidade de uso: há quem precise de um processador potente, há quem busque capacidades multimídia e há quem prefira ter uma boa câmera. Há até quem queira tudo junto e, de preferência com uma bateria duradoura.

Existem modelos para cada um desses casos, mas é essencial definir isso antes de começar as pesquisas. Afinal, nem sempre o aparelho recém-lançado é o ideal para você e há grandes chances de que encontrar um smartphone intermediário mais barato e mais completo do que o que está na moda.

Processador e câmera

Smartphones intermediários

Os processadores dos smartphones intermediários já estão na casa dos 1,5GHz de velocidade (ou mais), com tecnologia quad-core. Observe esse aspecto antes de escolher o seu modelo preferido, já que ele pode ter impacto significativo no desempenho do smartphone.

Outra característica importante para muitos consumidores é a qualidade de captura da câmera fotográfica do aparelho. Em geral, os modelos de smartphones intermediários vêm com câmera traseira de, no mínimo, 8 megapixels e câmeras frontais capazes de tirar selfies decentes.

Sistema operacional

Existem, basicamente, duas opções aqui: Android (com uma vasta gama de fabricantes e modelos) e iOS (usado apenas nos aparelhos da Apple). Há vantagens e desvantagens em cada um deles, mas muitas vezes a escolha tem mais relação com a marca preferida pelo consumidor — afinal, ao optar pela Apple, por exemplo, só há uma opção de sistema operacional disponível e o mesmo ocorre com as marcas que adotam o Android.

Fabricante

Alguns fabricantes têm acordos com as operadoras e oferecem descontos a assinantes de longa data. Então, ao escolher smartphones intermediários nessas condições, é fundamental conhecer a linha de produtos da marca. Dessa forma, é mais fácil encontrar o modelo mais apropriado ao seu caso.

Se escolher comprar o aparelho no exterior, é fundamental observar a faixa de frequência em que ele opera, a possibilidade de usufruir da garantia do aparelho aqui no Brasil e se ele está na lista de modelos homologados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Isso vai ajudá-lo a evitar dificuldades no futuro.

Tamanho da tela

 

Smartphones intermediários

Quem está acostumado com tela grande pode ter dificuldade de escolher um aparelho menor. O ideal, nesse caso, é buscar ter um contato, ainda que mínimo, com o dispositivo: pegue-o nas mãos, observe como se sente ao navegar nele e procure perceber se vai se adaptar bem ao modelo.

Além disso, lembre-se de que há diferenças entre as tecnologias usadas na tela (LCD e Amoled não têm a mesma qualidade, por exemplo). Procure saber qual é usada no aparelho escolhido e avalie se ela é adequada ao uso que será feito do celular.

Memória RAM e capacidade de armazenamento

Celular lento tem uma causa: memória RAM insuficiente. Às vezes, fica tão insuportável que não é possível nem abrir o navegador ou conferir o WhatsApp. É importante, portanto, ter memória de pelo menos 4GB. Lembre-se de que, diferentemente do que acontece em um computador, não é possível adicionar RAM a smartphones intermediários.

Outro aspecto a ser observado é o armazenamento interno. Muitos fabricantes não permitem a expansão da capacidade de armazenamento. Vale a pena, no caso de smartphones intermediários, escolher um modelo com, pelo menos, 32GB.

Bateria

 

Smartphones intermediários

É o uso do celular no dia a dia que vai determinar quanto de bateria seu smartphone deve ter. O ideal é ter mais de 3000 mAh, mas essa capacidade pode ser afetada pelo processador usado no modelo e a versão do sistema operacional instalada nele.

Outro aspecto a ser observado é o acesso à bateria. Muitos modelos atuais não permitem acesso a esse componente, o que pode dificultar a troca quando ela já não estiver mais operando de forma satisfatória. Se possível, opte por um smartphone em que seja possível substituí-la facilmente se necessário.

Suporte

Saber como o fabricante lida com o pós-venda é essencial. Afinal, é importante saber por quanto tempo o aparelho ainda vai receber atualizações (para a correção de bugs, por exemplo) e mesmo se a resolução de problemas é feita rapidamente ou simplesmente ignorada.

Garantia

No Brasil, é comum que os equipamentos novos tenham um ano de garantia. Avalie se a fabricante do aparelho cumpre essa regra e se há reclamações de outros consumidores sobre esse aspecto (uma boa ideia é conferir as reclamações no ReclameAqui).

Observe se a marca atua no Brasil e se há cobertura para o modelo escolhido. Além disso, se possível considere contratar um seguro contra acidente ou roubo, que possa ser usado como adicional à garantia.

De modo geral, então, antes de escolher definitivamente o modelo que vai comprar, é importante observar os recursos e as especificações disponíveis no aparelho. E pense bem se você vai de fato usar todos eles: afinal, não vale a pena pagar por algo que não vai usar.

Para ficar sempre por dentro do universo da tecnologia, lembre-se: acompanhe nossas publicações sobre o tema mensalmente aqui no blog. Esperamos você no próximo post. Até lá!