O mundo do dinheiro mudou e sua transformação pode ser permanente. Você já ouviu falar das criptomoedas? A Bitcoin foi a primeira criptomoeda criada. E, com o passar do tempo, outras surgiram e impactaram profundamente o mercado financeiro. Gostaria de entender melhor o que são bitcoins, quais as previsões e empactos financeiros? Então siga conosco e leia nosso artigo.

criptomoedas

A origem das criptomoedas

A primeira criptomoeda, o Bitcoin, foi criada em 2009 por um desenvolvedor anônimo que se intitulou como “Satoshi Nakamoto”. Mas o que são e como funcionam as criptomoedas?

Com o Bitcoin, praticamente permitiu-se que as pessoas enviem e recebam fundos sem que haja um intermediário entre eles. Desta forma, este tipo de dinheiro pode ser considerado, portanto, como um tipo sistema de pagamentos descentralizado, isso porque a rede não é controlada por uma única pessoa ou um banco central.

As transações de Bitcoin são feitas por uma comunidade de “mineradores”, isto é, que utilizam da tecnologia para realizar essas transações, movimentações de fundos etc. Quando se envia um Bitcoin para outra pessoa, uma transação normalmente chega a levar, em média, 10 minutos.

Como adquirir uma criptomoeda?

Existem, basicamente, duas maneiras de adquiri-las. A primeira é a partir de um tipo de bolsa de valores, chamados de Exchanges, que pode ser feito por contas online seguras.

A segunda maneira é por meio da mineração de criptomoedas. Basicamente, quando criada, para que houvesse uma alternativa segura ao lastro dado no dinheiro convencional, o Bitcoin passou a usar uma coisa chamada “Blockchain”.

Basicamente, existem blocos de informações que precisam ser “decodificados e encaixados” em outros blocos. Isso é feito por milhares de usuários no mundo inteiro. Quando um bloco é “quebrado”, os envolvidos nessa operação recebem uma porcentagem de valor em criptomoeda de acordo com o papel que tiveram em quebrar aquele bloco.

Quando o minerador estabelece uma sequência mais compatível, ele recebe um tipo de recompensa em Bitcoin para cada bloco minerado. Por este motivo, as recompensas foram pensadas com o objetivo de “pagar” os mineradores por investirem seu tempo e ferramentas de hardware na manutenção das redes de Bitcoin: isso se chama blockchain.

Qualquer pesssoa pode minerar Bitcoins?

Sim! E tem pessoas ficando milionárias com isso! No entanto, hoje minerar criptomoedas se tornou uma tarefa complexa que exigem um processamento muito poderoso. Basicamente, tem que ter uma máquina potente para realizar essa tarefa.

E o maior custo não é com as máquinas, sabia? A eletricidade toma boa parte dos custos deste empreendimento. Máquinas com essa potência de processamento acabam aquecendo muito, o que exigem ambientes resfriados. Portanto, a eletricidade gasta com os processadores e também com ar-condicionados acaba sendo alta. Tanto que há empresas que alugam/compram cavernas  e Bunkers para poderem fazer essa mineração.

Criptomoedas, Ice Rock, Criptomoedas e cavernas

Imagem: Ice Rock, empresa do Cazaquistão de mineração de criptomoedas famosa por usar bunkers e cavernas.

Então, agora que você sabe um pouco mais sobre o que é e como funciona o Bitcoin, vamos ver algumas previsões sobre o futuro destas criptomoedas. Como o mundo e nós seremos impactados  e como devemos nos preparar para isso?

Previsões das criptomoedas para os próximos anos

Quando o Bitcoin entrou em cena há 10 anos, ele praticamente abriu as portas para uma grande infinidade de criptomoedas. No momento em que 2017 via o Bitcoin chegar a uma faixa de valorização muito grande, no ano seguinte, o mercado de criptomoedas foi atingido em cheio por uma considerável baixa, desacreditando os seus incentivadores.

bit1 - Qual o futuro do dinheiro com as criptomoedas?

Esta análise permite considerar que a criptomoeda, apesar de descentralizada de governos, pode também sofrer flutuações do próprio mercado. Vamos citar, por exemplo, algumas criptomoedas que conseguiram superar e não tiveram suas baixas como o Bitcoin, tal como o BitTorrent, por exemplo.

Em 2010 houve um outro impulso ao crescimento do Bitcoin e demais criptomoedas. Pode-se dizer que isso se deveu à crescente popularidade dessas criptomoedas. E isso aconteceu principalmente quando o Twitter anunciou o aumento do número de mineradores e, também, quando sites polêmicos como o Silk Road foram inaugurados.

criptomoedas

No futuro, é muito provável que empresas comecem a usar como padrão criptomoedas em seus serviços. Essa escolha se dá pela remoção de processos intermediários, redução de custos etc.

Daqui a dez anos, podemos esperar grandes criptomoedas que passarão a gerenciar praticamente todo o mercado. As agências de governos poderão, em breve, adotar sistemas descentralizados em seus processos, tal como já ocorre na Estônia, que já utiliza o X-Road, da tecnologia blockchain.

Num futuro muito próximo, mais e mais criptomoedas surgirão, e com isso, os usuários passarão a negociar com outras diferentes moedas. Entre as previsões de futuro, as criptomoedas podem:

  • Permitir que pessoas possam abrir contas bancárias apenas em criptomoeda.
  • Possuir cartões de débito e crédito de criptomoedas.
  • Ao invés de sacar dinheiro no caixa, poderá comprar criptomoedas diretamente dos caixas eletrônicos.
  • E os bancos provavelmente estarão prontos para oferecer empréstimos em criptomoedas.

Também é possível que essas criptomoedas sejam bastante diferentes das atuais. Não estamos tão longe disso. A possibilidade de que criptomoedas sejam lançadas em plena Nasdaq um dia, fará com que se converta em credibilidade à blockchain como alternativa às moedas convencionais.

Mas para quem está atento ao criptomercado, reconhece que existem muitos tipos de previsões de especialistas do mercado, principalmente nas redes sociais, e nem todas confiáveis. É muito importante que a pessoa siga fontes confiáveis para basear suas escolhas. Como de costume, nas redes existem “profetas” que tentam adivinhar e levar falsos índices.

A fim de evitar estes problemas, e com a crescente popularização das criptomoedas, golpes no criptomercado também aumentaram. Para investir bem nesse mercado é necessário conhecer esse terreno. Invista em Exchanges que sejam reconhecidas pelo criptomercado e que tenham certificados de segurança, como a IG TradeCoinTrustNodes por exemplo.

As previsões podem afirmar que em 2020, o Bitcoin poderia ser negociado a mais de $29 mil depois de janeiro, e no final de ano, subiria para mais de $80 mil.

Vimos que o Bitcoin e as demais criptomoedas permanecem populares e vieram para ficar. Apesar de serem novas no mercado, elas já percorreram alguns caminhos de altos e baixos desde sua invenção. No entanto, mesmo que tenham surgido como alternativa para criar novas formas de trocas em todo o mundo, ainda há muito a ser feito para que a adoção completa seja alcançada.

Vantagens e desvantagens das criptomoedas

As criptomoedas, em sua ideia original, visam criar soluções de pagamento, mais globais e mais rápidas, com pouco custo e mais seguras. A maioria das criptomoedas compartilham de muitas coisas em comum, como operações descentralizadas, sem intermediário, pagamentos que podem ser feitos diretamente de um usuário para outro, gerar cópias de transações realizadas, uso de técnicas criptográficas, entre outros.

Na verdade, os pagamentos em criptomoeda funcionam da mesma forma que em dinheiro. A pessoa possui as moedas em uma “carteira” que só ela tem a “chave”, ou uma assinatura digital, onde ela transfere as moedas diretamente para o destinatário.

Mesmo com as baixas no passado com o Bitcoin, sua ideia inspirou a criação de muitas outras criptomoedas, como o Litecoin, Ripple, Ethereum e Stellar, que já começam a despontar e surpreender. A vantagem é que não há dependência de terceiros para processar pagamentos, e por isso, eles podem ser realizados a um custo mais baixo.

Vimos que as criptomoedas são moedas digitais que podem ser armazenadas em “carteiras digitais”, podendo ser compradas ou vendidas como qualquer outro dinheiro comum. E que para comprar as criptomoedas é necessário fazer um depósito ou mesmo transações online. Hoje, muitos estabelecimentos já estão aceitando as criptomoedas como método de pagamento. Mas tudo traz suas vantagens e desvantagens, não é mesmo?

Entre as principais vantagens, podemos citar:

  • as taxas de conversões da moeda local como o Real são muito baixas, bons para compra;
  • utilização em praticamente todos os países;
  • sendo uma cripmoeda, os bancos centrais não podem fazer intervenções diretas como outras moedas.

Mas, entre as principais desvantagens, estão:

  • sistemas online estão sujeitos a ataques cibernéticos, podendo ser hackeados;
  • sem a intervenção governamental, praticamente não há qualquer proteção legal nem regulamentação para riscos.

Quem pensa em investir em criptomoedas, tem de entender que é um mundo de empreendimento altamente especulativo. Sempre há o risco de perder investimentos, como qualquer outro investimento. As criptomoedas não possuem um valor próprio além do que um comprador está disposto a pagar por ela em um dado momento. Só por isso, torna muito vulnerável a grandes flutuações, o que aumenta o risco de perda.

No entanto, não parece que as criptomoedas sejam uma apenas moda passageira. Por exemplo, uma nova moeda digital criada pelo Facebook, a Libra, já está pronta para ser lançada em uso em 2020. 

Libra do Facebook para 2020

O Facebook anunciou em junho a nova moeda chamada Libra que promete ser utilizada por bilhões de seus usuários em todo o mundo, para a realização de transações financeiras online. A mega rede social quer alcançar os 1,7 bilhão de pessoas que não teriam acesso a uma conta bancária, além de vincular fundos para causas sociais.

A questão é que grandes empresas financeiras como Visa e MasterCard, já se encontram na lista de futuros parceiros para a nova moeda. Os usuários poderão utilizar a Calibra, sua carteira digital, para fazer transações, de qualquer pessoa que tenha um smartphone, tablet ou PC. Esse app estará disponível no Messenger e no WhatsApp.

Mas não somente o Facebook se adiantou neste processo, a Telegram e o Signal, também o fizeram, anunciando lançar suas criptomoedas também no próximo ano. Praticamente todos esses novos projetos estão buscando um mercado que já se mostra popular entre todos os usuários da rede.

E então, você gostou deste post sobre criptomoedas? Continue lendo nossos posts sobre tecnologia em nosso blog! Esperamos você no próximo post. Até lá!