Filmes e documentários de crimes reais viram uma febre mundial. E não é para menos, essas produções colocam em cheque o trabalho de advogados, peritos e policiais ao recontar casos emblemáticos propondo um novo olhar sobre os acontecimentos.

No catálogo da Netflix, dá para assistir a algumas produções de tirar o fôlego, no melhor estilo true crime. Quer saber o que assistir primeiro? Separamos algumas das melhores atrações para você. Confira a seguir!

10. Documentários de crimes reais que você não pode perder 

1. Elize Matsunaga: Era Uma Vez um Crime — Netflix 

https://www.youtube.com/watch?v=g-E-ZSEFk_s

A série narra os fatos por trás do assassinato do CEO da empresa Yoki, Marcos Kitano, por sua esposa Elize – o crime aconteceu em 2012.  

Além de mostrar a conturbada relação do casal, a série apresenta uma entrevista com Elize, que conta detalhes da ação e da sua vida após a condenação. 

Era uma vez um crime também escuta amigos do casal, familiares, jornalistas, advogados e peritos criminais que acompanharam as investigações e que ainda têm muito a dizer sobre o crime.

2. The Staircase – Netflix 

https://www.youtube.com/watch?v=Bvv97sCcruY

Em dezembro de 2001, Kathleen Peterson foi encontrada morta na sala de casa. Será que foi um acidente? Ou o marido de Kathleen, o romancista Michael Peterson, está por trás desse “acidente”? 

Entre os documentários de crimes reais, esse se destaca por ter três temporadas e mostrar todos os desdobramentos do caso e as reviravoltas do longo julgamento do suspeito. 

3. O Desaparecimento de Madeleine Mccann 

https://www.youtube.com/watch?v=um0APnEQ0AQ

Entre os documentários de crimes reais, o desaparecimento da pequena Madeleine McCann narra um fato muito conhecido e divulgado pela mídia de todo o mundo. 

Madeleine tinha três anos quando sumiu de um resort localizado ao sul de Portugal, onde passava férias com a família. A polícia portuguesa foi acionada imediatamente assim como a Scotland Yard.  

Qual foi o resultado das investigações? Será que os pais estão envolvidos nesse desparecimento? Quais pistas passaram desapercebidas? É o que essa série procura decifrar.

4. Conversando com um Serial Killer: Ted Bundy  

https://www.youtube.com/watch?v=YbkB9hjJviI

Apelidado de Jack, o Estripador dos Estados Unidos, Ted Bundy dá uma série de entrevistas perturbadoras que se destacam entre os documentários de crimes reais. 

A “simpatia” e o “charme” de Ted, assim como a capacidade de arrebatar facilmente o coração das mulheres parece ter ajudado o serial killer a conseguir ocultar por tanto tempo seus crimes – até ser capturado em 1978, Bundy já havia matado, pelo menos, 30 mulheres. 

5. Bandidos na TV 

https://www.youtube.com/watch?v=9rcUfglslz4

Tudo é um reality show? Vale tudo pela audiência? Para Wallace Souza, parece que sim. O apresentador é acusado de matar inúmeras pessoas e usar o seu programa para ocultar os crimes e enganar a polícia. 

6. Cena do Crime – Mistério e Morte no Hotel Cecil  

https://www.youtube.com/watch?v=4enFrSbgRfE

Cena do crime desconstrói a mitologia associada a locais que ficaram famosos por serem cenas de crimes. Um desses espaços, o Hotek Cecil, na cidade de Los Angeles é associado a mortes prematuras, crimes e assassinatos. Difícil ali é achar um lugar onde não tenha morrido ninguém.

Em meio a tantos misterios, o espaço volta a chamar a atenção da mídia, em 2013, ano em que a universitária Eliza Lam desapareceu após se registrar no horripilante hotel. O frenesi da mídia e a mobilização de detetives virtuais fez com que as autoridades locais voltassem a sua atenção para solucionar o caso. 

7. Don’t Fuck With Cats – Uma Caçada On-line  

https://www.youtube.com/watch?v=x41SMm-9-i4

Se vale tudo para conquistar a audiência também vale tudo para conseguir um pouco de fama, certo? Don’t Fuck With Cats faz parte dos documentários de crimes reais que começam quando uma figura bizarra mata dois gatinhos e publica o vídeo online. 

O que se segue parece um filme: nele o agressor se propõe a postar vídeos cada vez mais perturbadores para conseguir seus 15 minutos de fama. Até que ele posta o derradeiro. Quem será a vítima dessa vez? Don’t Fuck With Cats! 

8. Making a Murderer 

https://www.youtube.com/watch?v=qxgbdYaR_KQ

Entre os documentários de crimes reais, também dá para encontrar alguns suspenses. Making a Murderer mostra a história de dois homens condenados por um crime terrível. 

Só que depois de 13 anos, um exame de DNA revela que talvez eles não sejam os autores do crime. Então, quem foi? A quem interessava a condenação desses, agora, inocentes?  

9. The Keepers 

https://www.youtube.com/watch?v=Khr7dbuBjuE

The Keepers mostra o pior do ser humano. Embora pareça se tratar da investigação do assassinato da irmã Cathy, que lutava contra os abusos de um padre, a séria ganha força quando foca nos fatos que aconteceram antes e depois da morte da freira. 

De acordo com várias entrevistadas, o padre local cometeu uma série de abusos chamando garotas para irem ao seu escritório e chantageando-as quando elas ameaçavam contar o que havia acontecido. A partir dos depoimentos, a produção vai ganhando ares capazes de deixar até o espectador menos sensível, nauseado. 

Nessa série, o assassino é só mais um monstro entre tantos que assombram a pequena cidade a cidade de Baltimore, estado de Maryland, nos EUA.  

10. O Maior Roubo de Arte de Todos os Tempos 

https://www.youtube.com/watch?v=V9CvE0u9W00

O Maior Roubo de Arte de Todos os Tempos levou mais de dez anos para ser produzido. A série tenta desvendar como dois ladrões vestidos de policiais conseguiram entrar em um famoso museu de Boston e deixar o local com algumas das maiores obras de arte já produzidas. 

Até hoje os criminosos não foram identificados e, claro, nem as obras recuperadas. 

Gostou desse post sobre documentários de crimes reais? Então, aproveite para descobrir quais foram as séries mais vistas do último ano! Depois, conta para gente o que você achou!

Banner Superior Desktop - 10 documentários de crimes reais incríveisBanner Inferior Desktop - 10 documentários de crimes reais incríveis